Como a economia compartilhada te ajudará a economizar nas férias

Como a economia compartilhada te ajudará a economizar nas férias

A economia compartilhada traz excelentes opções para que você viva experiências de férias sensacionais, gastando muito menos e sem comprometer a qualidade dos produtos e serviços que utiliza.

Também conhecida como “economia colaborativa”, essa é uma forma de usufruir de bens e serviços compartilhando-os com outras pessoas.

Um exemplo são as bicicletas compartilhadas, que se tornaram comuns em diversas cidades no Brasil, e que podem ser alugadas por um determinado período de tempo.

Ou ainda, quartos ou apartamentos que não estão sendo utilizados pelo proprietário, e que podem ser disponibilizados para a hospedagem de outras pessoas via aplicativo.

A ideia é oferecer algum tipo de serviço para outras pessoas, de forma que elas possam usufruir de algo pagando menos do que iriam gastar caso decidissem adquirir da forma convencional.

A economia compartilhada é construída em cima dos pilares de redução de gastos, reutilização, reciclagem e redistribuição, todos com o espírito colaborativo. 

Quer viajar, ter experiências de alto padrão e economizar? Veja abaixo como a economia compartilhada pode ajudar você. 

Economia compartilhada: diminuindo gastos nas férias

A economia compartilhada oferece diversas opções para quem quer viajar gastando menos.

Veja abaixo como você pode usar esse método para tornar seus dias de férias inesquecíveis, sem que seja preciso gastar um valor muito alto. 

Hospedagem

A economia compartilhada veio para ficar e as multipropriedades imobiliárias são o futuro das experiências em resorts.

Ter um imóvel compartilhado significa unir o melhor de dois mundos: a segurança de um patrimônio próprio, com serviços e estrutura VIP, tudo isso pagando apenas pelo que você usa.

É muito importante que você saiba que a hospedagem por meio da economia compartilhada pode acontecer em casas e até mesmo em hotéis e resorts como o Residence Club at the Hard Rock Hotel Fortaleza e Ilha do Sol

Além dessas opções, é possível alugar casas e apartamentos para hospedar mais pessoas. 

Uma alternativa excelente para quem quer viajar com a família e precisa diminuir os altos gastos com hospedagem.

O objetivo é sempre ajudar as pessoas, portanto, você terá direito a um local para dormir, tomar banho, em alguns casos refeições e área social pagando um valor mais acessível.

Para conseguir esse tipo de serviço de uma forma mais econômica você pode acessar alguns desses sites e fazer o seu cadastro. São eles:

  • Airbnb; 
  • Lar de férias; 
  • Vrbo; 
  • Couchsurfing; 

Existem muitos outros, no entanto, esses são os mais conhecidos por oferecer serviços de qualidade com preços bastante acessíveis. 

Por se tratar de um tipo de economia colaborativa, é muito importante ter em mente que você economiza, enquanto o outro obtém uma renda, de uma forma que beneficia ambas as partes.

Transporte

Uma das despesas que influencia bastante na hora de calcular os gastos com a viagem é a questão do transporte. 

Seja para chegar ao local de destino ou até mesmo para aproveitar o passeio, não há como abrir mão desse tipo de serviço. 

Portanto, mais uma vez a economia compartilhada é a melhor opção, pois, você poderá contratar o transporte por meio dos aplicativos de carona ou até mesmo alugar um veículo. 

A grande vantagem dos aplicativos é que eles funcionam durante 24 horas, portanto, você não precisa se preocupar com o risco de ficar sem transporte. 

Além disso, as corridas são muito mais baratas do que se chamar um táxi ou até mesmo se locomover usando o transporte público. 

Outra opção bastante vantajosa, principalmente se você for viajar com a família, é alugar um carro compartilhado. 

Essa opção é muito menos onerosa que alugar um veículo diretamente nas locadoras. Ou seja, você economiza e o proprietário do bem também tem seu lucro. 

Guia turístico

Nada melhor que um guia para levar você aos melhores e mais divertidos pontos turísticos no seu destino de férias. 

A economia compartilhada mais uma vez é responsável por lhe oferecer essa oportunidade por meio de guias locais. 

Ou seja, ao invés de contratar um guia turístico técnico, você irá contratar um guia local, uma pessoa que mora nas redondezas e que conhece bem a região. 

Além de pagar menos pelo serviço, ele poderá dividir experiências incríveis do local, inclusive as histórias mais tradicionais e pitorescas do local. 

Na hora de solicitar o serviço, você poderá escolher os tipos de serviço que considera importante ter durante o roteiro. 

Os mais comuns são: 

  • Museus e exposições de arte; 
  • Restaurantes; 
  • Bares tradicionais; 
  • Pontos turísticos mais visitados; 
  • Eventos noturnos; 
  • Passeios em meio à natureza entre outros. 

Alimentação

Mesmo que você consiga economizar na hospedagem e no transporte, se as despesas com alimentação forem altas, isso pode ser um grande empecilho para as suas férias. 

Por meio da economia compartilhada, é possível se alimentar bem, conhecer os pratos típicos da região, pagando um preço muito menor do que aqueles que são cobrados em restaurantes. 

Muitas pessoas se cadastram para oferecer esse tipo de serviço, sejam profissionais da arte culinária formados em gastronomia ou os talentosos na cozinha, sem nenhuma formação específica. 

O importante é você se alimentar bem, pagando um preço melhor, para que as suas férias possam ser bem aproveitadas. 

Um dos sites bastante famosos por oferecer alimentação por meio da economia colaborativa é o Eat With

A grande vantagem é que por meio dele você pode encontrar as melhores opções de refeições, além de poder também se cadastrar para oferecer os serviços de anfitrião.

Conclusão

A economia compartilhada chegou para proporcionar oportunidade para todos. Seja para os que querem viajar, ou até mesmo para os que precisam faturar uma grana. 

É muito importante ter em mente que essa é uma forma de fazer o bem e ainda assim ter uma renda extra, facilitando os dias de descanso das pessoas. 

Além de economizar em viagens, é possível obter vários outros benefícios, tais como venda ou troca de roupas, brinquedos, aulas e demais serviços. 

O importante é colaborar, aprender a reutilizar, a reciclar e a dar oportunidades para quem oferece pequenos serviços com preços melhores. 

Dessa forma, será possível viajar e aproveitar os seus dias de descanso com muito mais tranquilidade. 

Agora que você já sabe como a economia compartilhada pode ajudar a economizar nas férias, comece a planejar o seu próximo destino e divirta-se gastando menos. 

Não perca nenhuma novidade!

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
2Share Multipropriedades

2Share Multipropriedades

A sua casa de férias ficou mais acessível e tem todas as facilidades e exclusividades dos melhores resorts do mundo! 🏖

A multipropriedade imobiliária é a maneira mais prática e inteligente de garantir as viagens dos seus sonhos. Conheça a 2Share!

Acesse nosso site

Você vai gostar também!

Deixe uma resposta